O que diabo é uma giclée print?!

Vivemos num mundo de rótulos e os clichés comandam o sonho! Giclée é uma daquelas palavras que ja foi “grande”, já foi substituída por outras mais modernas e hoje, quais calças à boca de sino renascidas das cinzas e trazidas para a pista de dança, está de volta em grande estilo. Já muitos procuram quem produza giclée prints… só porque sim!

A palavra Giclée (leia-se jiclê e nunca guiclé, ou mesmo glicê) deriva do verbo francês gicler, que significa, de forma simples, “salpico”; ou esguicho… ou espirro se preferirem algo mais orgânico.

O termo Giclée, no processo de impressão, vai sendo actualizado. Hoje, deve ser utilizado para descrever uma impressão a jacto de tinta que combina tintas à base de pigmentos minerais, papel de qualidade arquivística (permanência elevada) num processo de excepcional gestão de cor numa impressora de 10 ou mais tintas. 12, no caso das impressoras usadas na Pigmento. Deve ser objectivo final, a obtenção de impressões Giclée de superior qualidade de arquivamento, elevada resistência à luz e estabilidade química.

As nossas impressões giclée, são criadas através do uso de impressoras Canon (no sistema de 11 tintas + Chroma Optimizer), tintas Lucia PRO originais, que com uma cabeça de impressão com 18432 nozzles injetores (1536 por canal),  é capaz de produzir uma faixa tonal de extraordinária continuidade, gama extremamente ampla e pretos muito profundos. Naturalmente, o processo de calibração de dispositivos e a criação de perfis de cor adequados e personalizados, são a base de qualquer serviço de impressão de excelência, mas isso é assunto para outra altura.